Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 5733
NEGOCIAÇÃO

LIRA ANUNCIA QUE PLANOS DE SAÚDE VÃO SUSPENDER CANCELAMENTOS UNILATERAIS

Deputado coordenou reunião com empresas, após aumento do número de reclamações de clientes

Por Tatianne Brandão | Edição do dia 28/05/2024

Matéria atualizada em 28/05/2024 às 23h34

O deputado federal Arthur Lira, Presidente da Câmara dos Deputados, coordenou reunião realizada ontem com representantes dos planos de saúde sobre a suspensão do cancelamento de atendimentos de algumas doenças e transtornos. No encontro, ficou garantido que as empresas não poderão cancelar o procedimento.

Os cancelamentos repentinos, unilaterais e abruptos vinham prejudicando milhares de clientes das operadoras de todo país.

“Em reunião realizada agora há pouco com representantes do setor, acordamos que eles suspenderão os cancelamentos recentes relacionados a algumas doenças e transtornos. Participaram do encontro representantes da Amil, da Unimed e Bradesco Saúde e o relator do projeto de lei que renova a política de planos de saúde, deputado Duarte Jr. Uma boa notícia, que garante os direitos de milhares de clientes destas empresas”, disse Arthur Lira.

Na última semana a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça e Segurança Pública deu 10 dias para que 20 operadoras de planos de saúde respondessem ao governo os motivos que estão levando as operadoras a realizar cancelamentos unilaterais de contratos. A pasta notificou as empresas, em meio a um aumento significativo do número de reclamações de consumidores.

Segundo o Ministério da Justiça, o sistema ProConsumidor registrou 231 reclamações; o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec Nacional) teve 66 ocorrências; e a plataforma consumidor.gov.br recebeu 1.753 queixas sobre cancelamentos unilaterais de contratos. A pasta destaca que o volume de reclamações indica uma preocupação crescente entre os consumidores, especialmente aqueles em situações de vulnerabilidade, como pacientes em tratamento contínuo para condições graves, como câncer e autismo.

Mais matérias desta edição