Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Cidades

RETORNO DAS AULAS AINDA NÃO TEM PREVISÃO

Decreto estadual estabelece que aulas presenciais só ocorrerão na fase verde do distanciamento social

Por william makaisy | Edição do dia 07/08/2020

Matéria atualizada em 06/08/2020 às 22h55

Maceió, 06 de agosto de 2020
Escola Estadual Professor Theotônio Vilela Brandão. Localizada na  Rua  Coronel Adauto Gomes Barbosa, no bairro de Santo Eduardo em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 06 de agosto de 2020 Escola Estadual Professor Theotônio Vilela Brandão. Localizada na Rua Coronel Adauto Gomes Barbosa, no bairro de Santo Eduardo em Maceió. Alagoas - Brasil. Foto: ©Ailton Cruz | © Ailton Cruz

A pandemia do novo coronavírus, como já é de conhecimento, afetou os mais variados setores de Alagoas. A volta às aulas, apesar de esperada por muitos, ainda não tem previsão de acontecer, uma vez que o setor educativo, tanto da rede pública quanto da rede privada de ensino, de acordo com o Decreto Estadual, só irá voltar as atividades presenciais na Fase Verde do Distanciamento Social Controlado, que será definida ao ser analisado o crescimento do número de casos confirmados da Covid-19 e, claro, da ocupação de leitos no estado. De acordo com informações da assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semed), não há, até o momento, uma data definida para o retorno das aulas. “Está sendo analisado todo o cenário da Covid-19 em Maceió. Esperamos e pretendemos que seja ainda este ano, mas afirmar que será também é impossível. O que está sendo feito no momento é uma análise de questões relativas a protocolos sanitários para um retorno seguro quando este puder ser realizado”,. A assessoria informou ainda que o retorno dos servidores também está sendo discutido. “De forma geral ficamos à espera dos Decretos Estaduais que vão determinar quando uma volta segura pode ser realizada”. Ana Paula Lins, assessora da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), informou que o retorno das aulas deve acontecer na Fase Verde do Distanciamento Social Controlado e que está sendo construído um protocolo sanitário em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), visando a um retorno seguro para alunos, educadores e funcionários.

REDE PRIVADA

Segundo a presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Alagoas, Barbara Heliodora, as escolas particulares estão projetando seus protocolos sanitários, mas o retorno das aulas depende da liberação do Estado. “As instituições estão construindo seu plano pedagógico de ensino para trabalhar as horas letivas que restam para encerrar o ano de estudo. Esperamos agora somente o aval do governador, através do Decreto Estadual, para esse retorno”, informou.

PROFESSORES

De acordo com o presidente do Sindicato dos Professores da Rede Privada, Fernando Cedrim, os professores não foram informados sobre nenhuma possível dat. “Não temos nada instituído, nem do sindicato das escolas nem do Poder Público, que é quem diz quando as aulas irão retornar”, pontuou. “Acho sim que o retorno deve ocorrer, mas na hora certa indicada por especialistas, como infectologistas e virologistas que dão suporte ao governo do Estado’.

INFECTOLOGISTA

Para o infectologista Marcelo Constant, um retorno só deveria acontecer quando uma vacina para a Covid-19 estivesse disponível para uso. “Eu falo não somente enquanto infectologista, mas também como avô de crianças. Não aconselho um retorno agora nem tão cedo. A forma mais segura das aulas presenciais voltarem deveria ser somente como uma vacina 100% efetiva. Claro, se tivéssemos, por exemplo, uma garantia de que a pandemia cessou eu seria a favor, mas esse não é o caso”, disse. “O segredo é você pensar nisso como um todo. Os adultos, que supostamente possuem um maior entendimento que as crianças, não tomam os devidos cuidados para evitar a propagação do vírus, agora coloque crianças, que não possuem tanto saber e gostam de brincar juntas em reuniões, é receita para o número de casos aumentar e curva de contaminação subir de novo”. O médico pontuou ainda que, quando a vacina contra o novo coronavírus for finalizada, possivelmente no começo do ano de 2021, o primeiro grupo a receber a dose deveria ser o grupo de crianças e idosos, pois, além de mais frágeis, uma parte deles, no caso as crianças, são portas de transmissão mais fáceis para a disseminação do vírus.

Maceió, 06 de agosto de 2020
Escola Estadual Professor Theotônio Vilela Brandão. Localizada na  Rua  Coronel Adauto Gomes Barbosa, no bairro de Santo Eduardo em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 06 de agosto de 2020
Escola Estadual Professor Theotônio Vilela Brandão. Localizada na  Rua  Coronel Adauto Gomes Barbosa, no bairro de Santo Eduardo em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 06 de agosto de 2020
Escola Estadual Professor Theotônio Vilela Brandão. Localizada na  Rua  Coronel Adauto Gomes Barbosa, no bairro de Santo Eduardo em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 14 de abril de 2020
Colégios e Escolas fechados por causa do Coronavírus em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 14 de abril de 2020
Colégios e Escolas fechados por causa do Coronavírus em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz
Maceió, 14 de abril de 2020
Colégios e Escolas fechados por causa do Coronavírus em Maceió. Alagoas - Brasil.
Foto: ©Ailton Cruz

Mais matérias desta edição