Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Cidades

FLEXIBILIZAÇÃO FAZ POPULAÇÃO RELAXAR NAS MEDIDAS SANITÁRIAS

Avanço da vacinação e queda do número de novos casos, mortes e ocupação de leitos fizeram o Estado passar para a fase amarela

Por Izabelle Freitas | Edição do dia 24/07/2021

Matéria atualizada em 23/07/2021 às 21h30

| Izabelle Freitas

Alagoas recebeu até agora mais de dois milhões de doses do imunizante contra a Covid-19, elevando a ampliação da vacinação do Estado. Além disso, houve nos últimos dias uma redução na taxa de mortes pela Covid-19 e na ocupação dos leitos de UTI. Com esses resultados, um novo decreto de distanciamento social controlado passou a valer à 0h desta sexta-feira (23) em Alagoas, com todos os municípios na fase amarela. As novas regras flexibilizam o horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais, mas ainda impõem restrições ao setor de eventos. O estado estava na fase laranja desde o dia 9 deste mês, quando foi permitida a reabertura de cinemas e teatros, além da ampliação do horário de bares e restaurantes aos fins de semana, mas trazia restrições. O novo decreto acabou com o limite de horário do funcionamento de centros comerciais e lojas do Centro de shoppings e suspende também a restrição de circulação, que proibia saídas em um horário específico para atividades não essenciais.

Com essa flexibilização das medidas de distanciamento social, entretanto, percebe-se um relaxamento por uma parte da população com as medidas de segurança. Ao andar nas ruas do centro de Maceió, cenas corriqueiras de pessoas fazendo suas compras sem o uso de máscara de proteção individual são comuns, a maior parte da população ainda se preocupada em tomar os devidos cuidados sanitários, mas outra parte, já se viu mais preocupada, como diz a dona de casa Amanda Cavalcante que não estava utilizando a máscara de proteção da maneira correta “ Antes me vi mais preocupada com a pandemia, para mim essa doença quando tem que pegar, agente pega! Tomei a primeira dose da vacina, mas sendo sincera, por mim nem tomava, porque o vírus não escolhe quem quer pegar, que tomou a vacina ou não,ele só pega e pronto” finaliza Amanda.

Mas se por um lado existem pessoas que estão se flexibilizando e relaxando, por outro há quem ainda tome os cuidados de proteção por não se sentir seguros e ache a melhor solução, como relata Jessica Freire, de 21 anos “ Segura ainda não me sinto, mas temos que sair para resolver nossas coisas, nós temos que se cuidar, mesmo com a flexibilização, por nós e principalmente por quem já perdeu algum familiar” finaliza Jessíca.

A situação de relaxamento é perceptível, quando falamos sobre os vendedores, boa parte não estão utilizando a máscara de segurança, ou a usando de maneira indevida, situação essa que se motiva muitas vezes pela despreocupação assim como o caso do vendedor ambulante de 25 anos Madson Sávio, que há 7 anos trabalha no centro de Maceió: “ No começo estava mais assustado com a pandemia, antes tinha medo, mas hoje perdi, não uso máscara porque não gosto, fico sem ar e incomoda, eu só utilizo mesmo quando algum cliente vem realizar uma compra, mas confesso que não me sinto seguro com a situação” Finaliza Madson A situação de cuidados e relaxamentos, também é vista no cartão postal de Alagoas, a orla de Maceió, uma boa parte das pessoas localizadas na orla, praticam seus exercícios físicos utilizando máscara de proteção, já outros se sentem seguros por ser um ambiente aberto, e achar que o vírus não tem muita chance de disseminação no local, como no caso da turista de Uberlândia, Minas Gerais, Michelle Sayuri Harada, que estava realizando uma caminhada no calçadão sem utilização de máscara : “ Tomei as duas doses da vacina, e aqui por ser um ambiente aberto me sinto segura, mas quando estou em um ambiente fechado, tomo meus cuidados de segurança”. Finaliza Michelle.

Se uma parte das pessoas se sentem seguros por ser um ambiente aberto, outros ainda reforçam que tomar os devidos cuidados de segurança é o melhor a se fazer, assim como também a turista Monkique Siqueira, que veio a passeio para Maceió:” Temos que se cuidar porque a cobertura vacinal ainda não chegou as toda as faixas etárias, por isso mesmo em ambiente aberto e se exercitando, usar máscara de proteção é importante”. Finaliza Monike

O aposentado Sebastião Lima, de 69 anos, mesmo imunizado com as duas doses da vacina contra a Covid-19, fala que é importante manter esses cuidados:” Mesmo imunizado eu me cuido, porque a doença ainda está no ar, é importante que as pessoas também tenham esse pensamento” completa Sebastião.

Mesmo com as flexibilizações propostas pelo governo do estado, o cenário visto ainda é de variáveis envolvendo transmissão, e para que se haja um tratamento completo e cura da doença, é necessário que a população siga uma série de ações rotineiras, de modo a incorporar práticas de cuidados. É o que aponta a infectologista Silvia Fonseca: “ Temos que nos acostumar a continuar usando máscaras mesmo com a imunização, durante hábitos comuns, além de manter o distanciamento social e higienizar as mãos com frequência, essas atitudes são importantes para que o vírus não se espalhe novamente” finaliza a infectologista.

* Sob orientação da Editoria de Cidades

Mais matérias desta edição