Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Cidades

PREFEITURA DE MACEIÓ INVESTE NO SONHO DE TRANSFORMAR VIDAS

Novos professores do Município se somam ao propósito de oferecer uma educação pública de qualidade

Por Da Redação | Edição do dia 25/09/2021

Matéria atualizada em 24/09/2021 às 22h25

| Itawi Albuquerque/ Secom Maceió

Após 4 anos de espera, 160 professores concursados pela rede pública municipal finalmente assumiram às salas de aulas e estão pondo em prática um sonho em comum: ser protagonista no desenvolvimento educacional de crianças, transformando sua realidade. Em maio deste ano, o prefeito JHC nomeou 230 servidores - entre professores e pessoal de apoio. Todos egressos do concurso público de 2017, mas só agora passam a fazer parte do quadro educacional do município. Com a expansão da rede, que teve recorde de matrículas em 2021 e a previsão de novas escolas entregues ainda este ano, o prefeito JHC destaca que as convocações representam o momento de transformação em que o município está passando. A meta da gestão é garantir que não tenha déficit educacional e por isso novos concursados ainda serão chamados. “Maceió tem a metade da rede de ensino de todo o Estado de Alagoas. Mas a gente não pode ser só o maior em quantidade. Nós temos que ser o maior em qualidade, exemplo para o nosso Estado, para o Brasil. Eu confio muito no trabalho dos nossos professores e dos que estão por vir. Nós vamos estar juntos nessa caminhada”, disse o prefeito.

O professor Thiago Caldas foi um dos que tiveram a nomeação assinada pelo prefeito em julho deste ano. Ele fazia parte da reserva técnica e foi convocado para assumir a sala de aula e realizar o sonho pessoal. Hoje, Thiago leciona na Escola Nosso Lar, no bairro da Ponta Grossa, do 1º ao 5º ano e seu foco de trabalho é a educação especial, com crianças portadoras de deficits cognitivos. “Ser professor é um dom. E fazer parte do quadro de professores da Prefeitura de Maceió é muito significante pra mim. Desde que eu comecei a estudar para concursos que eu sonho com isso, pois sempre almejei contribuir com o processo de ensino e aprendizagem das nossas crianças, aqui da capital alagoana. Hoje, eu me sinto realizado. A gestão tem pautado muito a valorização da educação e a concretização disso é a convocação de mais de 200 profissionais da educação, em apenas oito meses”, destacou Thiago.

Mas o processo não foi fácil. Após um longo período de preparação e dedicação, os aprovados no concurso tiveram uma longa espera até assumirem seus cargos. Enquanto isso, as escolas sofriam com a vacância no quadro de servidores. “Foi uma luta árdua. A gestão passada fazia as convocações de forma muito lenta, apesar de existir uma vacância na rede. Passamos um longo período na expectativa, mas hoje nós contamos com essa realização de estarmos atuando e contribuindo com a aprendizagem na rede municipal de Maceió. Passamos um longo período nos organizando, fazendo levantamento de dados, estudando os documentos e hoje nos sentimos felizes por essa luta, pois estamos atuando em um município que valoriza a educação”, afirmou o professor.

RESPONSABILIDADE

Com a nomeação assinada em agosto deste ano, a educadora Catarina Vieira é uma das mais novas a fazer parte do quadro funcional da rede municipal de ensino. A pedagoga iniciou sua trajetória profissional há 22 anos e possui pós-graduação em gestão escolar e coordenação pedagógica. Para ela, as nomeações sinalizam a responsabilidade da gestão diante dos desafios da educação pública, e por isso, ela pretende retribuir a responsabilidade, colocando toda a sua formação à disposição da escola. Filha de professora da rede pública de Maceió, Catarina pretende seguir o legado da mãe, que dedicou 30 anos de sua vida a sala de aula. “Ela me dizia que só podemos construir uma sociedade favorável para todos com uma educação de qualidade e essa educação parte de nós educadores dar o nosso melhor. Hoje, os desafios são enormes, pois as crianças estão debilitadas em todos os níveis, mas nós vamos ter um olhar afetivo, buscando meios para ajudá-los tanto no cognitivo, quanto no socioemocional”, pontuou a nova servidora do município. Também filha de professora, Juliane Tenório começou a dar aulas aos 18 anos. Seu sonho sempre foi ser uma profissional concursada. Para isso, ela teve que abrir mão de alguns momentos com a família para se dedicar aos estudos e afirma que os seus esforços serão para prestar um serviço de qualidade à educação municipal de Maceió. “Ser professora da rede pública é algo muito gratificante e importante, não só pela estabilidade, mas por contribuir com a aprendizagem de crianças de diferentes classes sociais, e que necessitam de uma atenção especial. Por isso, pretendo exercer minha função propondo atividades diversificadas, focando em mediar discussões que contribuam com o conhecimento dos alunos, proporcionando meios que contribuam com os valores humanos” finalizou a professora.

Mais matérias desta edição