Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Agronegócios

MANDIOCA E BANANA CONTRIBUEM PARA VALOR RECORDE, APONTA IBGE

.

Por Carlos Nealdo | Edição do dia 25/09/2021

Matéria atualizada em 24/09/2021 às 20h38

O resultado recorde da produção agrícola alagoana se deve à safra de mandioca, que registrou crescimento no valor da produção de 12,7%, atingindo R$ 309 milhões. Além dela, outro destaque foi o valor alcançado pela produção de banana, que registrou avanço de 9,65% no ano passado, na comparação com 2019. Em números absolutos, o valor saltou de R$ 156,5 milhões para R$ 236,7 milhões. Em nível nacional, o valor da produção agrícola, que atingiu no ano passado R$ 470,5 bilhões - uma alta de 30,4% - se deve, principalmente, à elevação do valor da produção da soja, do milho, do café e do algodão. Apesar do atraso na janela de plantio da soja, causado pela demora das chuvas no fim de 2019, o desempenho desse grão não foi prejudicado. Os fatores climáticos foram favoráveis em quase todo o país, com exceção do extremo sul, o que explica o aumento da produtividade da soja no país em 2020”, informa o supervisor da pesquisa, Winicius de Lima Wagner. Ele explica que o aumento do valor da produção agrícola é em parte relacionado aos efeitos da pandemia de Covid-19 no setor. “Esse resultado se deve a dois fatores distintos: o primeiro deles foi o recorde na produção de grãos, que abrange o grupo de cereais, leguminosas e oleaginosas, totalizando 255,4 milhões de toneladas; o segundo foi a elevação dos preços das culturas agrícolas, provocada, também, pela alta demanda durante a pandemia. Isso fez com que o setor fosse beneficiado em um ano marcado pela crise econômica, que afetou os demais setores”, diz o pesquisador Mato Grosso, maior produtor nacional de soja, somou 35,1 milhões de toneladas (28,8% do total) e superou em 8,8% a safra de 2019, segundo o levantamento.

Mais matérias desta edição