Maceió,
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN05082020

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 05/08/2020

Matéria atualizada em 04/08/2020 às 22h14

O secretário da Fazenda, George Santoro, não é tão ingênuo como parece ser. Basta ver as denúncias de alguns sindicatos de que Santoro e seu assessor especial Luiz Dias de Alencar Neto, ambos oriundos do Rio de Janeiro, recebem salários astronômicos para um estado que vive de pires na mão.

Além dele, que recebe o equivalente a R$ 52 mil brutos se levar em consideração o que abocanha do Tribunal de Contas do município do Rio de Janeiro, tem outros também beneficiados nessa engrenagem toda. Sua mulher, Danielle Santoro, também está presente, onde aumenta a remuneração mensal da família com um gordo salário no Tribunal de Contas do Estado de Alagoas.

PREOCUPAÇÃO

Mesmo com suas contas abastecidas com os gordos vencimentos que recebe, nem tudo flores na vida do secretário da Fazenda. Um tropeço administrativo fez com que Santoro, pelo menos uma vez por semana, reserve algumas horas para se defender de processo a que responde por suposta corrupção no governo do estado do Rio de Janeiro.

GRAVES

As denúncias de pelo menos cinco sindicatos, incluindo aí o do Sindicato do Fisco onde ele está mais próximo, merecem ser apuradas por quem de direito. Enquanto isso, o governo empurra goela abaixo 14% de desconto do Al Previdência e fica completamente indiferente ao arrocho salarial a que é submetido o funcionalismo público.

NEGLIGÊNCIA

A interrupção no pagamento dos fornecedores de leite prejudicando pelo menos 80 mil famílias do agreste e sertão de Alagoas por aspectos puramente administrativos, é de uma negligência sem tamanho. Se as autoridades andassem um pouquinho mais rápido, a situação de penúria na Bacia Leiteira já restaria resolvida.

EMPURRANDO

Não é de agora que a falta de pagamento dos produtores de leite acontece e a crise vem aumentando a cada dia que passa. O governo federal anuncia o repasse de recursos para o Programa do Leite e a Secretaria de Agricultura de Alagoas diz que não é bem assim. O fato é que milhares de famílias estão no prejuízo.

SARAMPO

Em agosto, a campanha de vacinação contra o sarampo deve imunizar 1.395.727 alagoanos nos 102 municípios, segundo a previsão divulgada nesta terça-feira (4), pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A campanha começou na segunda (3), em postos de saúde do Estado.

SARAMPO 2

O período tem como público-alvo pessoas entre 20 a 49 anos, inclusive aquelas que já tenham se imunizado. Só não podem se vacinar os alagoanos que se imunizaram nos últimos 30 dias. A doença é causada pelo vírus Measles morbillivirus, que além de deixar sequelas, como cegueira e surdez, pode ser fatal

AULAS

Ministério da Educação autorizou as instituições federais de ensino médio técnico e profissional a suspenderem as aulas presenciais ou substituí-las por atividades à distância até 31 de dezembro de 2020, em razão da pandemia de Covid-19. A portaria de autorização foi publicada ontem no Diário Oficial da União e entra em vigor hoje.

AULAS 2

As instituições federais que optarem pela suspensão das aulas presenciais por causa da pandemia deverão repô-las integralmente, para cumprimento da carga horária total do curso, e poderão alterar os seus calendários escolares, inclusive os de recessos e de férias.


» O governo abriu mais um canal de comunicação para quem quiser contestar a análise do pedido de recebimento do auxílio emergencial de R$ 600, concedido para enfrentamento da crise financeira decorrente da pandemia da Covid-19.

» Aqueles que tiveram o pedido negado podem contestar pelo site da Dataprev. Esse canal, no entanto, é indicado para casos específicos, referentes a atualização de dados cadastrais » Os deputados decidiram não votar a Medida Provisória (MP) 946/2020, que autoriza saques de R$ 1.045 do FGTS durante a pandemia da Covid-19

» A maioria dos deputados aceitaram o pedido de retirada da matéria de pauta, feito pelo líder do governo, Vitor Hugo.

Mais matérias desta edição