Maceió,
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN23092021

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 23/09/2021

Matéria atualizada em 22/09/2021 às 22h36

As constantes movimentações do secretário da Fazenda, George Santoro, com lideranças políticas no interior do Estado preveem que ele trabalha para ser candidato nas eleições do próximo ano com o apoio do governador Renan Filho.

Nas reuniões com vereadores tentando vender facilidades na concessão do serviço de água e saneamento nos municípios, Santoro avança sorrateiramente no mundo político. Com armas poderosas nas mãos, como os recursos para fazer feliz qualquer administração pública, o secretário, que ainda não definiu o cargo que provavelmente disputará, será um sério adversário para quem deseja, sobretudo, renovar o mandato.


ENGANAÇÃO

Sem querer trombar com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), o secretário estadual da Fazenda tenta passar a imagem de um servidor público preocupado com a situação dos municípios alagoanos, o que não seria bem assim. Entre os benefícios prometidos, um projeto de redução do nível de perdas de água, o que não seria suficiente para resolver os problemas que cada um atualmente enfrenta no interior do Estado.


QUESTIONADO

Esse modelo de gestão que tem auferido benesses para o Estado com repasses bilionários da BRK Ambiental já está sendo questionado na Justiça, embora o governo insista para que os municípios passem a aderir esse novo modelo, que se diz atraente para as diversas regiões de Alagoas.


ENTRAVE

É visível a dificuldade que o Estado está tendo para iniciar um programa de cirurgias eletivas prometido, sem uma estrutura eficiente que possa diminuir à demanda de pelo menos 50 mil pessoas na fila. As falhas gritantes na área de saúde como pessoal qualificado e a inexistência de concursos públicos, entravam o projeto, penalizando cada vez mais a população mais necessitada de Alagoas.


OBRAS MILIONÁRIAS

É esperado, para os próximos dias, que o Ministério Público procure saber pormenorizadamente os gastos com obras públicas, no caso dos Cisps, que têm o preço por metro quadrado mais caro do que na orla marítima. De uma tacada só a Verdi, de origem gaúcha, ganhou a licitação de nada menos do que R$ 75 milhões para construir 30 Cisps com módulos que mais parecem de papelão.


SEÇÕES ESPECIAIS

Os eleitores alagoanos com qualquer tipo de deficiência física podem pedir transferência, até o dia 4 de maio de 2022, para votar em seções especiais com acessibilidade. De acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), 14.508 eleitores do Estado informaram que possuem algum tipo de deficiência.


SEÇÕES ESPECIAIS

As seções especiais são espaços adaptados pela Justiça Eleitoral para oferecer a essa parcela do eleitorado maior acessibilidade, comodidade e segurança no momento do voto. A solicitação de transferência deve ser feita pelo sistema Título Net, no site do TRE de Alagoas (www.tre-al.jus.br).


FAKE NEWS

Um aparelho tem chamado atenção dos motoristas que transitam pela Ponte Divaldo Suruagy, na Região Metropolitana de Maceió. Em um vídeo que circula nas redes sociais, um condutor diz que se trata de um radar, mas, na verdade, são câmeras de segurança. A fake news foi desmentida pela direção do Detran, que explicou que o aparelho tem como objetivo coibir ações criminosas. Trata-se, na verdade, de câmeras de segurança da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas. Elas tem o chamado OCR, que é um leitor de placas.


» Até o próximo sábado (25), quem for ao Shopping Pátio Maceió poderá conferir de perto uma exposição fotográfica promovida pela SMTT.

» A ação apresenta os trabalhos desenvolvidos para a promoção da segurança viária dos maceioenses e da mobilidade urbana, mas com uma diferença: sob a perspectiva dos agentes de trânsito do Município.

» Além da série de imagens, uma viatura e uma motocicleta que são usadas durante as ações fiscalizatórias e educativas também estarão expostas, podendo ser conferidas de perto pela população.

» O número de pessoas infectadas desde o início da pandemia de Covid-19 no Brasil subiu para 21.238.567. Em 24 horas, foram registrados 36.473 novos casos.

Mais matérias desta edição