Maceió,
Nº 0
Fatos & Notícias

Confira os destaques da política alagoana #FN01072022

.

Por FATOS & NOTÍCIAS | Edição do dia 01/07/2022

Matéria atualizada em 30/06/2022 às 22h24

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado esta semana, desmonta a farsa do governo de Alagoas em que a propaganda oficial diz que o Estado é um dos mais seguros do Brasil. Mesmo que os abnegados policiais civis e militares trabalhem diuturnamente para diminuir os índices de violência, nós ainda figuramos no 9º lugar, ganhando apenas de alguns poucos estados do Nordeste.

Os dados do Anuário refletem as taxas de mortes violentas de mortes por 100 mil habitantes e Alagoas, infelizmente, não é esse ouro 18 que o governo tenta mostrar à população no quesito segurança pública.

Mesmo atribuindo ao passado o índice crescente de violência e propagando que o Estado avançou no combate à violência, o governo de Alagoas ficou indiferente aos dados publicados pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em que o Estado é classificado como o 9º mais violento da Federação.


PROPAGANDA ENGANOSA

Com dados oficiais divulgados pelo governo federal, Alagoas fica numa situação de não poder contestar os números, evidenciando-se que, durante todo o tempo da administração passada, o ex-governador tentou enganar a população com propagandas enganosas.


VIGILÂNCIA

O Tribunal Regional Eleitoral se preparou para acelerar os julgamentos que chegam à Corte e, para isso, escalou juízes experientes para acelerar os processos que serão apreciados pelo pleno do TRE. Para o desembargador Otávio Praxedes, presidente do Tribunal, a Justiça Eleitoral continua atuando de maneira regular e diligente, respeitando o devido processo legal.


CONTRASSENSO

O governador Paulo Dantas não perdeu tempo e pisou no acelerador para fazer concessões a muitos municípios alagoanos. Paralelamente, porém, pouco se movimentou para recuperar as estradas dissolvidas com as chuvas que caíram recentemente no estado


MÁ QUALIDADE

Quem transita pelas rodovias alagoanas sabe bem os transtornos que as péssimas condições de tráfego têm causado aos motoristas. Com estradas esburacadas tanto pela má conservação como pela péssima construção, a possibilidade de acidentes aumenta a cada dia.


MONITORAMENTO

Partidos políticos assim como o Ministério Público Eleitoral estão de olho em prováveis e possíveis abusos da máquina governamental daqui pra frente. Os mimos oferecidos às lideranças políticas chegaram ao fim, mas há quem duvide de que a festança vá acabar agora.


APELAÇÃO

O mutirão que o governo do Estado anunciou dias atrás para atender pelo menos 8 mil pessoas em cirurgias eletivas tem até procedimento de fimose. Enquanto isso, faltam nos hospitais medicamentos, equipamentos e mão de obra especializada para atender a população.


ENGANAÇÃO

Em um discurso inflamado em Santana do Ipanema o ex-governador disse que, se eleito, vai trazer muito desenvolvimento para o município. Os santanenses lamentam que ele tenha passado mais de sete anos no governo e quase nada tenha feito em benefício da população.


RECESSO

Se já não trabalhavam muito, com raras exceções, os deputados estaduais entraram em recesso ontem e só voltam no dia 1º de agosto. Até lá a palavra de ordem é reestruturar a campanha pela reeleição e montar estrutura de campanha. Entre os diversos projetos que estão na pauta do próximo semestre, a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2023 é um dos mais importantes.


» A Coordenadoria de Precatório do TRT/AL finalizou, no último dia 27 de junho, os procedimentos de autorização de pagamento de 74 precatórios inscritos contra o município de União dos Palmares.

» O valor total da liberação foi de R$1.997.361,14 e beneficiou 79 demandantes. » Nos dias 5 e 7 de julho, o TRT/AL realizará a segunda etapa de leilões de bens móveis e imóveis de 2022.

» Uma lista variada de bens móveis e imóveis estará disponível aos arrematantes, que poderão adquirir casas, terrenos, apartamentos, eletrodomésticos, móveis, maquinários industriais, automóveis, entre outros. Todos os itens constantes na lista foram penhorados para a quitação de dívidas trabalhistas.

Mais matérias desta edição