Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Mercado Alagoas

Confira os destaques da economia alagoana #MA30072020

.

Por Edivaldo Junior | Edição do dia 30/07/2020

Matéria atualizada em 29/07/2020 às 22h26

Vende-se

Em comunicado ao mercado, ontem, a Petrobras, informa “o início da fase não-vinculante referente à venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete concessões terrestres e de águas rasas (Polo Alagoas) localizadas no estado de Alagoas.”

Fora de Alagoas

O processo de venda dos ativos da Petrobras no Estado foi iniciado no dia 17 de junho deste ano. A empresa espera vender não só os poços, mas também suas unidades de processamento, gasoduto e oleodutos existentes em Alagoas.

Interessados

A empresa não deu maiores detalhes, mas deixa claro que existem interessados no negócio que deve ser bilionário: “Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão um memorando descritivo contendo informações mais detalhadas sobre os ativos em questão, além de instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo as orientações para elaboração e envio das propostas não-vinculantes”, diz em comunicado.

Prata da casa

Entre os interessados no negócio, está uma empresa criada pela prefeitura de Pilar, que foi habilitada. Mas não dá para saber mais que isso. Todos as empresas assinaram termo de confidencialidade.

Sobre o Polo

O Polo Petrobras Alagoas compreende sete concessões de produção de petróleo e gás campos e suas instalações de produção. Está incluída na transação a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN), cuja capacidade de processamento é de 2 milhões de metros cúbicos por dia, e que é responsável pelo processamento de 100% do gás do polo e pela geração de LGN.

Leite

Diretores da Federação das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (Famecal) receberam da Secretaria de Agricultura a confirmação de que os pagamentos atrasados do Programa do Leite, que foi suspenso pelo Governo do Estado para reformulação, serão efetuados ainda no começo deste mês de agosto.

Fecoep

Representantes da Secretaria de Agricultura de Alagoas informaram aos representantes dos beneficiários do Programa do Leite que nesta quinta-feira, 30, será votada no Fecoep os R$ 15 milhões que serão destinados ao pagamento dos seis meses atrasados aos produtores rurais, além da contrapartida exigida pelo Governo Federal para a continuidade do programa em Alagoas.

Empresarial

O Banco do Nordeste investiu, no primeiro semestre deste ano, R$ 3,2 bilhões no segmento empresarial, que abrange médias e grandes empresas, registrando incremento de 34,8% em relação ao mesmo período de 2019, quando o BNB contratou R$ 2,5 bilhões. Foram 3.884 operações contratadas em toda a área de atuação do Banco, que inclui os nove estados da Região e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Origem

Desse valor, R$ 3,1 bilhões são oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Especificamente no âmbito do Programa de Infraestrutura (Proinfra), as aplicações somaram R$ 247,9 milhões, elevando para R$ 3,4 bilhões os investimentos no segmento empresarial com recursos do Fundo.

Alagoas

Em Alagoas, as aplicações alcançaram R$ 158,8 milhões, correspondentes a 189 operações, dentre as quais destaca-se o crédito realizado com a Transportadora American, contratado na agência Maceió Farol do Banco do Nordeste, em abril desse ano, no âmbito do Programa FNE Giro Insumos. A empresa atua, desde 2008, no segmento de transporte rodoviário de produtos perigosos, sendo considerado atividade de primeira necessidade durante a pandemia.

RenovaBio

Entidades nacionais ligadas ao setor do agronegócio lançaram manifesto em apoio à proposta parlamentar que pede a inclusão dos fornecedores de matéria-prima, a exemplo dos produtores de cana, no RenovaBio. A medida permitiria o acesso direto dos produtores aos Créditos de Descarbonização (Cbio).

Mais matérias desta edição