Gazeta de Alagoas
Pesquise na Gazeta
Maceió,
Nº 0
Política

PRESSIONADO, DANTAS ASSINA DECRETO QUE REDUZ PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS

Para o senador Collor, governador “atestou o acerto da decisão do presidente Jair Bolsonaro e do Senado” sobre a redução do ICMS

Por Mariane Rodrigues | Edição do dia 02/07/2022

Matéria atualizada em 01/07/2022 às 22h50

|

Pressionado, o governador de Alagoas, Paulo Dantas, recuou da ação no Supremo Tribunal Federal (STF) e assinou o decreto que reduz a alíquota sobre os combustíveis e outros itens essenciais e pode permitir a redução do preço para o consumidor final. O anúncio ocorreu nas redes sociais, nesta sexta-feira (1), após o chefe do executivo ingressar com ação na Corte Superior contra lei que limita a tarifa do ICMS sobre alguns produtos essenciais, como o combustível, gás natural e energia elétrica. A alíquota do ICMS cai de 29% para 17%. A demora do governador em decidir pela redução do ICMS sobre os combustíveis e outros itens essenciais provocou cobranças nas redes sociais, inclusive do senador Collor, que, antes mesmo do recuo de Dantas, pediu que o chefe do executivo estadual se sensibilizasse para reduzir a carga tributária que pesa no bolso da população alagoana. “Vamos, juntos, fazer esse apelo para que o governo se sensibilize e veja o erro que está cometendo ao se contrapor a essa decisão do presidente Bolsonaro, referendada pelo Senado Federal. Façamos com que Alagoas siga o bom caminho”, expôs o senador. Após o governador recuar da ação no STF contra a redução dos combustíveis, Collor se manifestou novamente nas redes sociais, afirmando que Dantas “atestou o acerto da decisão do presidente Jair Bolsonaro e do Senado, que ontem aprovou o projeto que reduz a carga tributária”.

PRESSÃO POPULAR

Nas redes sociais, internautas reclamaram sobre a ação do governo de Alagoas no STF. “O cara entrou na “justiça” contra seu próprio estado!”, disse um internauta. Outras se queixaram da ausência de sensibilidade diante dos altos preços dos combustíveis. “Já disse pra que veio! Ir a justiça pra tirar um benefício para o povo!?? Pelo menos ninguém vai votar enganado!”, comentou outro. “Só lembrando que é ano eleitoral e na hora de votar vamos lembrar das perdas que nosso governo em Alagoas nos deu, a energia, o combustível vão continuar altos pq os governadores do nordeste foram contra a redução desses impostos e o povo paga por isso sempre, enquanto eles estão no bem bom sem se preocupar com nada”, disse outro internauta sobre o assunto.

Mais matérias desta edição